Rapazoi
Rapazoi

Outubro Rosa com mulheres atendidas pelo CRAS de Ilhéus




Profissionais que atuam na linha de frente do Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, em Ilhéus, participaram hoje (26) pela manhã, do 3º Encontro de Gestantes promovido pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, compondo uma roda de conversa que debateu o “Outubro Rosa”, mês de conscientização sobre o Câncer de Mama. O público-alvo da iniciativa foram gestantes atendidas pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS SUL), localizado no populoso bairro Nossa Senhora da Vitória. O CRAS é uma unidade responsável pela oferta de serviços de proteção básica do Sistema Único de Assistência Social, nas áreas de vulnerabilidade e risco social.


As enfermeiras Ayalla Rodrigues e Iasminie Maiara são, respectivamente, coordenadoras de Educação Permanente e da Pediatria e Emergência Obstétrica do HMIJS. Durante o encontro elas esclareceram dúvidas das gestantes, falaram sobre a finalidade do Outubro Rosa e destacaram a importância da amamentação como forma de prevenção da doença. Também exemplificaram os cuidados que as futuras puérperas devem ter para evitar a mastite (inflamação aguda dos tecidos da mama), o ingurgitamento (condição que provoca o latejamento, inchaço e sensação de muito calor e encaroçamento das mamas) e fissuras (possíveis de ocorrer em mulheres que estão amamentando, apresentando sintomas de dor, crostas, inchaço e sangramento do tecido do mamilo).


*Aberto à parcerias*


O Hospital Materno-Infantil atendeu a um convite do município para reforçar a campanha do Outubro Rosa. Para a diretora Domilene Borges é de fundamental importância a consolidação desta rede de integração e este tem sido o papel do hospital materno-infantil. “Nosso trabalho vai muito além das ações que construímos dentro da unidade”, destaca a diretora, lembrando que uma série de mutirões está prevista para acontecer em Ilhéus e em municípios abrigados pela unidade. Ela também destaca o programa de visita aos bairros de Ilhéus, executado pela direção do hospital, promovendo escuta da população, condição que auxilia cada vez mais na melhoria do atendimento.


O Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio é a primeira maternidade 100 por cento SUS da região. Completa 2 anos em dezembro. Já ultrapassou a casa dos 5.500 partos. A unidade construída pelo Governo da Bahia, é administrado pela Fundação Estatal Saúde da Família. Possui 105 leitos para obstetrícia, partos normal e de alto risco, pediatria clínica, UTIs pediátrica e Neonatal.

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem