Rapazoi
Rapazoi

Helena é o primeiro bebê nascido no Hospital Materno-Infantil em 2024

 


Ainda era a tarde do último dia de 2023, quando a agente comunitária Nelita Amparo da Silva, moradora da zona rural de Igrapiúna, município a mais de 150 quilômetros de Ilhéus, começou a sentir as primeiras contrações. Aos 45 anos e mãe de duas outras meninas (26 e 17 anos) sua gestação era considerada de alto risco e necessitava de uma transferência imediata para o Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio. A regulação e a transferência foram rápidas. Por volta das 7 da noite ela dava entrada na unidade.

O percurso de mais de duas horas foi tenso. “Eu nunca tinha vindo aqui. A gente fica com receio o que nos espera. Mas quando cheguei aqui vi que estava num local maravilhoso. Fui muito bem recebida”, revelou agora pela manhã, descansando no Alojamento Conjunto de número 12 da unidade. Apesar de todas as expectativas que levavam o parto de Nelita em direção à uma cesariana, o resultado foi outro. O parto foi normal. Helena nasceu às 1h43min de 2024, com 50 centímetros e 3.530 Kg. 

Durante as primeiras horas de 2024, o Hospital Materno-Infantil registrou três nascimentos. Ainda está previsto para hoje um parto gemelar. Desde a sua inauguração em dezembro de 2021, o HMIJS já ultrapassou a marca de 6 mil partos e 12 mil internações. Inaugurado pelo Governo da Bahia e gestado pela Fundação Estatal Saúde da Família (FESF SUS) esta é a primeira unidade 100 por cento SUS da região.

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem