Rapazoi
Rapazoi
Mostrando postagens de dezembro, 2023

*Município solicita apoio da Defesa Civil da Bahia para famílias afetadas pelas chuvas*



Devido às intensas chuvas que atingiram Ilhéus nos dias 19 e 20 de dezembro, a Prefeitura de Ilhéus solicitou à Defesa Civil da Bahia ajuda humanitária para as famílias diretamente afetadas. Na Superintendência de Proteção e Defesa Civil, o prefeito Mário Alexandre se reuniu com Heber Santana, titular da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (SUDEC), com o objetivo de dialogar sobre as medidas emergenciais para atenuar esses problemas.


“O superintendente Heber Santana garantiu a continuidade da parceria com o Estado para viabilizar ajuda humanitária, que vai beneficiar diretamente as famílias que sofreram com as chuvas desta semana”, explicou o prefeito. 


No Ministério da Casa Civil, o Município protocolou o maior projeto de encostas da história de Ilhéus, que contemplará todas as encostas e altos da cidade. O projeto macro passará por um estudo de viabilidade para ser acrescentado ao novo PAC do Governo Federal.

*Município intensifica ações e garante limpeza na orla de Ilhéus*


 


Com foco na preservação e manutenção das praias limpas, a Prefeitura de Ilhéus executa limpeza diária da orla, com coleta de resíduos e materiais descartados ao longo da faixa de areia. Iniciado na semana passada, o serviço segue em atendimento ao trecho que se estende do Hotel Opaba até Águas de Olivença (Orla Sul). 


Logo após, as equipes compostas por 14 funcionários da Secretaria de Serviços Urbanos (Secsurb) devem realizar a limpeza na Orla Norte, do São Miguel até Mamoã. A patrulha mecanizada conta com caçambas, máquinas e pás carregadeiras. As ações são coordenadas pelo gerente operacional, Gabriel Lima, e pelo chefe de setor de limpeza, Tássio Montes. 


Os serviços têm como objetivo a retirada de palha e carcaça de coco, baronesa e todos materiais poluentes da faixa de areia, a fim de assegurar lazer e conforto aos banhistas, principalmente durante o período de fim de ano. 

 

“A Prefeitura sempre mantém um serviço voltado à conservação do meio ambiente e dos espaços públicos do município. O nosso litoral é bastante visitado, sendo uma opção de lazer especialmente aos finais de semana e feriados prolongados”, disse Gabriel Lima.

 

O gerente operacional reiterou que a gestão não mede esforços para manter a cidade limpa e organizada. Contudo, é necessário que a população local e turistas também façam a sua parte, descartando o lixo em locais adequados.

Secretária da Saúde anuncia novos e importantes serviços para o Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio em 2024

 



Ao comemorar os seus dois primeiros anos de funcionamento, o Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, em Ilhéus, recebeu ontem (06) da secretária estadual da Saúde, Roberta Santana, excelentes notícias sobre ações do governo para a ampliação dos seus serviços. A secretária parabenizou a unidade pelo processo de habilitação junto ao Ministério da Saúde para recebimento de incentivo financeiro com o objetivo de realizar a atenção especializada à população indígena da Bahia.


A unidade – administrada pela Fundação Estatal Saúde da Família (FESF SUS) -passará por modificações físicas e por mudanças no processo de acolhimento para a prestação de serviços de saúde às mulheres e crianças indígenas. O Materno-Infantil será o primeiro hospital especializado a este perfil de atendimento. Mas não fica por aí. Em parceria com a Sesab, se comprometeu a liderar o processo de implantação do mesmo serviço em outros hospitais do estado. Na reunião estiveram presentes os secretários municipais da Saúde de Ilhéus e Itabuna, respectivamente, Eduardo Nora e Lívia Mendes, sendo iniciadas tratativas junto ao Hospital Regional Costa do Cacau (Ilhéus) e o Hospital de Base (Itabuna), que também se interessam pela implantação da especialidade. 


*Fazer com excelência*


Com o projeto já aprovado em todas as instâncias, o Hospital Materno-Infantil colocará em prática as diretrizes gerais que norteiam o programa, que vão desde a melhoria no acesso das populações indígenas ao serviço especializado; adequação da ambiência de acordo com as especificidades culturais; e ajuste de dietas hospitalares considerando os hábitos alimentares de cada etnia. A iniciativa conta ainda com o acolhimento e humanização das práticas e processos de trabalho dos profissionais em relação aos indígenas e demais usuários do SUS, considerando a vulnerabilidade sociocultural e epidemiológica de alguns grupos.


A Bahia conta com a segunda maior população indígena no país, com 229.103 pessoas, o que representa 1,62% dos habitantes do estado. Salvador é a segunda capital mais indígena do Brasil. No ranking das 50 cidades do Brasil com maior comunidade do grupo étnico, a Bahia ainda conta com Porto Seguro, em 14°, e Ilhéus, 21°. Entre a pesquisa de 2010 e de 2022, ocorreu em todo o Brasil um acréscimo de 88,8% no contingente absoluto de pessoas que se autodeclararam indígenas.


*Anemia falciforme*


Um outro público que ganhará importantes benefícios desta parceria da Sesab com o HMIJS é o de portadores da doença falciforme. Por orientação da secretária, o hospital vai encaminhar um projeto para a implantação de um ambulatório transfusional para a realização de procedimentos de hemotransfusão, que vem a ser a transferência de um hemocomponente ou hemoderivado de um indivíduo (doador) a outro (receptor). Os falcêmicos também vão passar a contar com serviços de Fisioterapia  Respiratória e exames laboratoriais e de imagem. Com essas novas demandas, o estado também planeja ampliar o espaço ambulatorial e da enfermaria do HMIJS. Novas cirurgias pediátricas como a esplenectomia (retirada do baço) e colecistectomia (retirada da vesícula) passarão a fazer parte dos serviços prestados a este público.


*Ampliação*


Ainda de acordo com o que ficou estabelecido na reunião com a secretária da Saúde, o serviço de Tomografia até aqui realizado apenas em crianças, passará também a ser oferecido para as mulheres adultas. A Emergência Pediátrica que hoje funciona para atendimento dos casos de alta complexidade, com um plantonista, passará a ter dois, para atender a demanda da baixa complexidade ofertada nos postos de saúde do município e da UPA 24h. Trata-se de um pedido do secretário Eduardo Nora. A secretária Roberta Santana também anunciou para breve, a realização de cirurgias ortopédicas pediátricas no HMIJS.


*Planejamento*


No próximo dia 14, a diretoria do Materno-Infantil se reúne com o superintendente de Atenção Integral à Saúde da Sesab, Karlos Figueiredo, para planejar as prioridades e discutir as necessidades e prazos de cada novo serviço anunciado. De acordo com a diretora-geral do Hospital Materno-Infantil, enfermeira Domilene Borges, “são ações que irão acontecer a partir de 2024, a curto, médio e longo prazos”.


*Números marcantes*


Obra do Governo do Estado, inaugurada em dezembro de 2021, o HMIJS já ultrapassou a marca de seis mil partos realizados, 12 mil internações, 18 mil atendimentos e 417 mil exames clínicos, laboratoriais e de imagens. É a primeira maternidade 100 por cento SUS da região sul do Estado. Possui 105 leitos para obstetrícia, partos normal e de alto risco, pediatria clínica, UTIs pediátrica e Neonatal.

Carregar Mais
Isso é Tudo